• menu
  • fechar
  • Assim penso!

    Assim penso!

    Isolamento, distanciamento e meus valores

    Enxerguei, vi que posso viver sem os meus bares prediletos, aquele churrasquinho… ôooo, as tradicionais reuniões, da quinta, com os amigos do trabalho, sair na sexta sempre com a mesma turma de 30 anos atrás, as feijoadas do sábado com a galera da faculdade e da cachaça, a família reunida no domingo.

    Que definitivamente posso ser produtivo trabalhando em casa.

    Agora, mesmo em isolamento social distancial, não me permito distanciar, nem me isolar, efetivamente em casa, da minha cerveja gelada, de uma latinha de kitute, devidamente frita ao ponto, acompanhada de rodelas de cebolas brancas muito amareladas do calor Nordestino e farinha com granulometria alta.

    Este seria o fim da humanidade?

    Confirmo e reafirmo que tenho trabalhado muito em escreveduras de estilo conexo e desconexo. Ao ponto de saber que enlouqueceria sem a releitura dinâmica de “Versos íntimos” De Augusto dos Anjos, ver pela Quinquentésima vez o filme, “Por quem os sinos dobram”, com Ingrid Bergman, ou deixar de ouvir a música de Cartola, por ser tachado, efetivamente, de depressivo.

    Por isso entendo que arte, é a motricidade que necessitamos pra viver.

    Que a cultura é direito, inalienável, de primeira ordem, para nós moradores do mundo, inquilinos de Deus.

    Assim penso!

    Eu sou Júnior Rebouças

    por manoelrebjr

    Nenhum comentário

    Seja o primeiro a comentar o tópico.

    Entre na discussão!

    Fique tranquilo, seu email está seguro.