• menu
  • fechar
  • Festa na praça com o novo normal – Por Júnior Rebouças. Mipibu

    FESTA NA PRAÇA COM O NOVO NORMAL

     

    É com mesa afastada

    Namorada a distância sem incostança

    Toda pessoa mascarada

    Medindo temperatura na testança

    Porção de álcool gel na mão melecada

    Mantendo lonjura na entrança

     

    Eugênio Lourenço e Renan Silva vão de repórter e apresentador

    Beto Bambu já está com seu cordel declamando

    Quem veio foi Naldinho do Coco Aboiador

    Janaína com seu filho também tão cantando

    Na zabumba tocando tá Showbel Rebolador

    E Seu Manel dos móveis e sua cavaleira estão no pátio dançando

     

    Gentil Moto-táxi ainda vai se apresentar

    Vixe maria, Felipe Borges vai cantar uma internacional

    Claudinha vai se arretar

    A festança até agora tá muito é normal

    Estácio também vai recitar

    Os Manos Sales vieram com todo instrumental

     

    Luciano 7 cordas vai dar uma palhinha

    Depois Zé Galego vai cantar um bregão

    Alexandre Lima interpretando “garotinha”

    E Bia Diniz tá fazendo cobertura pra televisão

    E a praça tá cheia de senhora, criança, pedinte, bebun, rapaz e novinha…

    Pois na sequência é a seresta de  Zezinho do Violão

     

    Jonathan tocou violino

    Mas uns queriam forró moral

    Outros forró das antigas pedindo

    Acabou em estilo armorial

    E todos ouvindo e aplaudindo

    Ovacionado ao final do recital

     

    Homi ainda tem Karrânio com o sertanejo sofredor

    Cláudia Borges e o poema “Mulher de 40”

    Jailson Holanda meu atleta cantor

    E uma turma bebinha pedindo forró, muito barulhenta

    Houve também apresentação de Flavinho Diniz ator

    E aí teve um grande alvoroço, todos em pé, ninguém se assenta

     

    E uma ordem chegou

    Pra festa acabar acabando

    Direto do juiz seu Doutor

    E com o oficial muito se confabulando

    Tem que parar decretou

    De novo mandando

     

    E o final já mesmo chegando

    Protocolo não mais existindo

    Ismael, “Barreta” cantando

    Gente dançando colado ainda insistindo

    Mimo do Caipira sozinho no violão solando

    Canindé na saideira, com um forró animado, arrastando e resistindo…

     

    Mas findou ordenado acabando!

     

    Ramon foi o idealizador

    Uma produção fenomenal

    Ene como diretor

    Igual ópera teatral

    Onde cantor parecia ator

    E Juininho ficou trabalhando na transmissão pelo Alpendre Marginal

     

    Júnior Rebouças, 15/08/2020, São José de Mipibu

     

    por manoelrebjr

    Nenhum comentário

    Seja o primeiro a comentar o tópico.

    Entre na discussão!

    Fique tranquilo, seu email está seguro.