• menu
  • fechar
  • O escambo e a bebedeira – Por Júnior Rebouças

    O escambo e a bebedeira

     

    O brocoió vai à rua em dia de feira

    Vender os frutos da plantação

    Comprar pra sua manutenção

    Não pode entrar na bebedeira

     

    Gasta tudo que apurou

    Retorna de mãos vazias

    Nada traz pras suas crias

    Pro fiado da bodega ele voltou

     

    Mais uma semana sem pão

    Feijão branco sem mistura

    Nem toicin, só rapadura

    É muita humilhação

     

    E pra ganhar um tostão

    Trabalhar alugado ele vai

    Sai sem olhar pra traz

    Tem que voltar pro patrão

     

    Sábado tem escambo de novo

    Não vai se misturar com ninguém

    Nem beber, nem dependendo de quem

    Volta com alimentação do seu povo

     

    Nunca mais quis beber

    Virou outra pessoa

    Na feira não fica a toa

    De cachaça não quer mais saber

     

    Júnior Rebouças, São José de Mipibu

    por manoelrebjr

    Nenhum comentário

    Seja o primeiro a comentar o tópico.

    Entre na discussão!

    Fique tranquilo, seu email está seguro.